PEDALBOARD DO LÉO NICOLOSI (CAPELA) – PEDAL_UPDTR#8

cabecalho.png

Conheci a Capela durante a apresentação da banda no projeto Sofar Sounds, que acontece mensalmente em várias cidades de todo o mundo, com line up que só é revelado no momento do evento. Na ocasião tive a oportunidade de conversar com os dois guitarristas da banda e, no momento em que o assunto “pedais” veio à tona, já percebi que tinha encontrado os dois próximos entrevistados do Guitarra Indepedente e já marcamos a entrevista.

Em junho foi a vez do Caio Andreatta, e agora vamos ao universo musical do Léo!

Logo de cara o papo já engatou sobre aquela velha indecisão que é resolver qual o melhor set para cada ocasião e como nos identificamos com essa busca incessante por fazer tudo soar da melhor maneira. A vida atribulada e a correria diária de todo guitarrista independente logo veio à tona e fiquei sabendo que algumas horas antes daquele momento a banda havia saído às pressas de São Paulo para o show, mas nem toda essa correria impediu que ele decidisse, mesmo que de última hora, os melhores integrantes para seu time de efeitos, até porque a apresentação seria intimista e tudo precisava estar equalizado para somar ao som de trio, completado pelo Caio na outra guitarra e pelo Gustavo Rosseb no vocal.

21040513_10208238721285131_2025509473_n

E vamos ao entrevistado de julho:

moldura_redonda.png

 

entrevista Léo Nicolosi

 

 

Se pudesse usar somente um pedal no show, que pedal seria?

Nossa difícil, pergunta um tanto quanto capciosa (rs)… Acredito que se eu tivesse que usar apenas um pedal em um show, optaria por um delay, por conta da ambiência necessária pro Capela.

 

Se você estivesse começando hoje, qual seria o primeiro pedal que iria adquirir?

Pra começar seria legal novamente um delay, devido à sua versatilidade.

 

Tem algum pedal que sente falta em seu set ou que está pensando em adicionar em seu pedalboard?

Sentir falta acho que não, seria mais pela variedade de timbres, por exemplo, delay digital, analógico, drives leves, pesados, enfim mais por isso. Atualmente venho me interessando por reverbs. Estou pensando em um Bigsky (Strymon) ou talvez um Cathedral (EHX).

 

Cite referências de guitarristas ou artistas de bandas independentes que influenciam a escolha do seu timbre de guitarra ou que você admira como guitarrista ou como artista.

São muitas as minhas referências, gosto muito do trabalho do Bon Iver, Young the Giant, Tom Morello, John Mayer, Mutemath, City and Colour, uma galeeera! E dos brazucas Lúcio Maia, Jr. Tostoi, Mateus Asato, é isso aí!

 

Qual sua experiência com pedais e como você os escolhe e ordena? Tem alguma dica para quem está começando a montar um pedalboard?

Cara, normalmente começo pelas expressões (wah wah/ volume), afinador, drives, modulações (octave/ delay/ phaser) e por último os reverbs.

 

Esse formato reduzido (2 guitarras/violão e voz) influenciou a sua escolha pelos efeitos e equipamentos? Como você trabalhou os efeitos de ambiência para “suprir” os espaços sonoros ao vivo?

Completamente, como são dois instrumentos harmônicos normalmente penso em regiões de frequência, às vezes o Caio está em uma região mais grave e eu procuro fazer mais agudo, e com relação aos pedais, a mesma coisa, optei por oitavadores e reverbs longos.

 

Você possui uma rotina de estudos com a guitarra ou apenas uma rotina de preparação para shows? Poderia contar um pouco sobre como se organiza para manter-se em dia como músico e principalmente como guitarrista?

Sinceramente (rs)… Estudo menos do que gostaria. Normalmente faço a preparação pros shows e quando me sobra um tempo procuro ler bastante um dos assuntos que mais me agrada, harmonia. Fico o dia inteiro com o violão por perto, mas não tenho nenhum programa de estudos específico. Mas não sigam meu exemplo (rs)!

 

Qual é seu ponto de vista com relação a marcas e custo-benefício de pedais?

Putz, essa foi ardilosa (rs), a questão pra mim é bem simples, você precisa achar seu som no pedal, não é a marca em si que determina a sonoridade. O pedal só é uma parte da cadeia do sinal, ele é diretamente influenciado pelo amplificador que você usa, a guitarra, captação, enfim, acredito que seja um mix de tudo isso, mas o que de fato importa é o ouvido!

 

Lista de equipamentos do Léo:

Guitarra que mais usa: Gibson les Paul classic / Music Mmaker telecaster

 

Amplificador: Fender Deville 2×12 / Bogner Alchimist

Pedais:

pedais_guitarra_independente.jpg

Volume ou Wah Wah (dependendo do set)

Tc Electronics Polytune

Jhs Fuzz

Mad Pofessor Drive

Ibanez TS9 Tubescreammer

MXR Phaser 90

Tc Electronics Flashback Delay

Strymon El Capstan

EHX Pog2

Strymon Flynt

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s